Páginas

quarta-feira, 10 de março de 2010

Nasceu o bebê: e agora?


Nasceu o seu bebê , você está extremamente feliz, mas e agora ? Como lidar com este turbilhão de emoções?

Aqui vão algumas dicas:

Na maternidade

- Tente sugar o máximo de informações possíveis das enfermeiras . Elas podem dar dicas sensacionais para o dia-a-dia ,e , principalmente , para a amamentação, porque só na novela do Manoel Carlos que o bebê pega o peito de primeira e sai mamando por horas sem chorar !

- O tempo que você passar na maternidade, deixe o seu bebê dormir no berçário. Você vai ter o resto da vida para ficar com ele, e aquelas horas de sono podem ser cruciais para te manter mais disposta na volta para casa;

- Você passou a sua vida inteira odiando que te chamassem de "ném" agora prepare-se : a maioria das enfermeiras vai te chamar de mãe o tempo todo;

- Aproveite a infra da maternidade para receber as visitas , mas sinalize o momento certo para que isso aconteça. Logo após ao parto , por exemplo, é um péssimo momento . O ideal é que você diga de maneira educada quando as visitas serão bem-vindas.

Em casa

- A palavra de ordem é serenidade. Nada de pânico. Lembre-se que você já leu muito sobre bebês, provavelmente, já fez o curso de gestantes e que você pode, a qualquer hora, ligar para o pediatra para esclarecer o que você não souber ou não puder resolver ;

- No começo é difícil acordar à noite para amamentar e voltar a dormir, mas pense que você já passou noites em claro por motivos bem menos nobres que este ( quem nunca virou a noite na night?).

- Amamentar é um momento muito especial para a mãe e o bebê. Cria um vínculo, uma ligação inexplicável. Por isso, não hesite em buscar ajuda e esclarecimentos sobre o aleitamento materno.Esgote todas as possibilidades, porque problemas na amamentação é praticamente uma regra.

- Não se culpe, por mais que você tente você não irá conseguir atingir a perfeição ;
- Saiba dizer não e impor limites.Embora seja muito difícil para as pessoas entenderem , a mãe é você e é você quem manda;

- And the last but not the least, se o bebê dormir, durma também !

Bjs e até o próximo post : )



2 comentários:

  1. Ana Lucia (amiguinha)10 de março de 2010 22:05

    Oi Tati, estou amando o seu blog!
    Conforme fui lendo suas dicas no "nasceu o bebê" foi passando um filminho na minha cabeça e foi exatamente assim que aconteceu comigo. Na maternidade quis ficar com a Luana no quarto e a danadinha não queria saber de dormir. O Rodrigo tinha que ficar com ela em pé, sacudindo-a, pois quando ele sentava e apagava a luz ela começava a chorar... Até que resolvemos ligar para a enfermeira e pedimos para levá-la ao berçario (as 4:00 da madruga). Lá como elas já tem experiência foi super tranquilo colocá-la pra dormir. Nós não sabíamos fazer o pacotinho (enrolar o bebê no cueiro). Só assim pudemos dormir tranquilamente... E a amamentaçaõ foi a mesma coisa. Muito fácil só na televisão... Mas depois que pegamos o jeito é maravilhoso! É uma sensação de amor e troca sem palavras... Mas é importante todas as mulheres saberem que no início não é fácil, o leite demora a descer, o bebê precisa aprender a fazer a "pega" e as vezes o bico pode rachar... Tem uma pomada (americana) maravilhosa que ajuda a cicatrizar. Ah,que saudade de amamentar... A Luana só quis mamar até 6 meses e meio. Tivemos momentos mágicos... Que saudade...

    ResponderExcluir
  2. Que bom amiguinha que vc gostou!
    Comigo foi igualzinho na primeira noite na maternidade. Já na segunda noite, tomei coragem e deixei a Amanda dormir no berçário.
    Também usei essa pomada ( Lansinoh) que ajudou muito.
    MUito bom te ver por aqui.
    Bjão

    ResponderExcluir